WEST 1

Intercâmbio

  • Nossos Destinos
  • Austrália
  • Canadá
  • Irlanda
  • Nova Zelândia
  • Sobre nós
  • Blog
  • Nossos Serviços
  • Sobre a WEST 1
  • Social Media links
  • West 1 TV
  • Escolas e Cursos
  • Agências
  • Fale Conosco
  • Intercâmbio em Dublin Irlanda

    DUBLIN

    Snapshot

    Overview

    População

    Dublin (área metropolitana): 1.345,402 Dublin City: 553,165 (Censo irlandês de abril/2016)

    Área

    115 km²

    Fuso Horário

    Entre 2 a 4 horas à frente do horário de Brasília/Brasil, depende da época do ano. ** E no Horário de Verão? O horário de verão na Irlanda vai do último domingo de março até o último domingo de outubro. No final de outubro o Brasil entra em horário de verão, adiantando os relógios brasileiros em 1 hora, portanto a diferença diminui para 3 horas. Como em boa parte desse período (março a outubro) o Brasil está em seu horário tradicional, durante a maior parte do ano a diferença entre Brasil-Irlanda é de 4 horas. Em contrapartida, quando o horário de verão está sendo usado somente no Brasil, a diferença cai para apenas 2 horas.

    Código Telefônico

    +353

    Localização (Região)

    É a capital da República da Irlanda. Localizada na província de Leinster, na costa oriental, próxima ao ponto mediano da costa leste da Irlanda, sendo cortada pelo Rio Liffey e o centro da região de Dublin.

    Índice de melhor cidade para se viver

    Colocação: 34º (2018)

    Densidade demográfica

    68,29 hab./km² (ano de 2018 - estimativa)

    Custo de vida

    Estimativa mensal para uma pessoa (sem aluguel): €845.79

    Temperatura média

    A temperatura varia de acordo com a época do ano. Por exemplo, a temperatura média máxima em Janeiro é de 8 °C, já a temperatura média máxima em Julho é de 19 °C. Os meses ensolarados, em média, são Maio e Junho. O mês mais úmido, em média, é Dezembro com 76 milímetros de chuva. O mês mais seco é Fevereiro, com 50 milímetros.

    Climate

    Dublin possui um clima temperado marítimo com invernos frios e verões suaves e, na verdade, não honra a fama de ser muito chuvosa. O predomínio de altas de pluviosidade afeta mais o oeste do país. A capital irlandesa tem menos dias chuvosos, em média, do que Londres. A temperatura média máxima em Janeiro é de 8 °C, a temperatura média máxima em Julho é de 19 °C. Os meses ensolarados, em média, são Maio e Junho. O mês mais úmido, em média, é Dezembro com 76 mm de chuva. Situada em latitude norte, Dublin recebe cerca de 20 horas de luz no Verão, e nove horas no Inverno.

    Lifestyle

    Cosmopolita, um dos grandes centros internacionais, mas ao mesmo tempo com estilo de vida despojado e praiano.

    History

    Dublin é a capital e maior cidade da Irlanda. Seu nome em inglês significa “lago negro”, onde o riacho Poddle encontrou o rio Liffey para formar uma piscina funda no Castelo de Dublin. Localizada na província de Leinster, próximo à costa leste, percorrer os pontos turísticos da cidade e visitar seus castelos e monumentos é conferir de perto o marco da história de um local fundado como um assentamento viking e influenciado pela cultura medieval e celta.
    Entre os séculos XIV e XVIII, Dublin foi incorporada à coroa inglesa e com o tempo tornou-se a segunda cidade do Império Britânico, com uma das mais antigas universidades das ilhas britânicas, Trinity College, fundada pela rainha Elizabeth I e que se mantém como referência educacional até hoje.

    No início do século XVIII, os reinos da Grã-Bretanha e da Irlanda foram fundidos na formação do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda. Em 1916, no entanto, os irlandeses se organizaram no centro de Dublin para o que mais tarde seria denominada a Revolta da Segunda Feira de Páscoa, a rebelião mais devastadora da história da Irlanda contra o domínio britânico. Foram seis anos de luta que culminaram na independência de parte da ilha, em 1922.

    Dublin é uma cidade que respeita seu patrimônio histórico, mas, ao mesmo tempo, permanece ligada às tendências da modernidade. Tudo isso mantendo um padrão sócio- econômico de país desenvolvido.
    De cidade que exportou muitas das mãos que construíram a América do Norte, Dublin converteu-se em um local acolhedor de imigrantes de muitos países, retribuindo ao mundo a oportunidade que seus imigrantes tiveram em outros países, dando a outras pessoas a chance de recomeçar.
    Maior centro econômico da Irlanda, Dublin foi considerada pela publicação City Mayors Economics como a quarta mais rica do mundo por poder de compra e a décima por renda pessoal.
    Durante o final da década de 1990, o chamado Tigre Celta caracterizou o boom econômico que levou gigantes da tecnologia como Google e Microsoft, além da farmacêutica Pfzier a se estabelecerem em Dublin e gerar excelentes oportunidades de trabalho aos mais qualificados.

    Cost of Living

    Estimativa mensal para uma pessoa (sem aluguel): €845.79

    Public Transport

    Apesar de não ser muito grande em termos de extensão territorial nem populacional, o transporte em Dublin é modelo para grandes metrópoles de primeiro mundo. Há opções de linhas de ônibus que cobrem todo o arredor entre o aeroporto e o centro da cidade, tanto durante o dia como à noite.
    Dublin dispõe ainda de linhas regulares de ferry que interligam a cidade com a Grã-Bretanha. É fácil percorrer o centro de Dublin e conhecer a maioria dos monumentos e principais pontos turísticos, que estão localizados em área relativamente pequena. Dublin conta também com uma espécie de bonde elétrico, o Luas, e a companhia ferroviária
    Irlandesa oferece conexões com Belfast, no Reino Unido, e com as principais cidades da Irlanda: Galway, Cork, Kilkenny e Limerick. A partir dessas estações também partem os trens metropolitanos, Dart, que interligam Dublin com os municípios da costa leste da Irlanda e com outras cidades importantes do país. Para conhecer os lugares mais emblemáticos da cidade, há ainda os ônibus turísticos, tais como o Dublin Sightseeing e City Tour Hop on Hop off City Tour, que permitem ao visitante subir e descer do ônibus quantas vezes quiser nos pontos turísticos.
    Para economizar, a dica é aderir ao Leap Card (um cartão pré-pago que funciona como um Bilhete Único local).
    O sistema de cobrança, no entanto, é diferente do Brasil, onde as tarifas têm preço único, independente do itinerário. Na Irlanda, esse valor varia de acordo com a distância viajada.
    Para facilitar a cobrança, os itinerários dos ônibus, Luas e Dart são divididos em zonas. Dessa forma, quanto menor o número de regiões, menor também será o valor da tarifa paga pelo passageiro.

    Quem utiliza os ônibus com frequência, sabe como os custos podem ser altos no final do mês quando não se usa o Leap Card. Uma viagem de até três regiões custa 2,10 euros em dinheiro ou 1,50 no cartão pré-pago. No caso de viagens mais longas, com mais de treze regiões, o valor sobe para 3,30 euros em dinheiro, ou 2,60 no cartão. Os mesmos valores valem para estudantes*.

    *valores atualizados em dezembro de 2017

    Estude e trabalhe
    em DUBLIN

    Seja pelos seus campos verdejantes, pelo misticismo de seus duendes e fadas como símbolos da sorte, Dublin é mesmo encantada e encantadora! Fundada como um assentamento viking, está localizada na província de Leinster, próxima ao ponto mediano da costa leste, e é uma das cidades mais antigas da Europa.

    Com cerca de 550 mil habitantes, a cidade é dividida em distritos, que vão do número 1 ao 24. Cortada ao meio pelo Rio Liffey, os distritos ímpares estão localizados ao norte, enquanto aqueles identificados por números pares ficam ao sul. Como regra geral, quanto menor o número, mais próximo do centro você estará.

    Cosmopolita sem deixar de preservar suas raízes, trata-se de um local onde passado e futuro se fundem em harmonia. Entre monumentos medievais, a capital pulsa a energia de sua população predominantemente jovem (a maioria tem entre 15 e 49 anos) é ávida por inovação e tecnologia.

    Em meio à modernidade da cidade que foi escolhida por multinacionais para ser sua sede na Europa, você vai conhecer o pub mais antigo do continente. Fundado em 1198, o Brazen Head é mais velho que o nosso Brasil, mas ainda é puro charme, e os irlandeses o mantém superconservado, com suas floreiras coloridas que convidam os turistas para uma visita. E você? Vai resistir?!

    Você sabia?

    • 'Escola'

      Meninos e meninas estudam em colégios separados após o Ensino Primário;
    • 'Jovem'

      Com 50% da população entre 15 e 49 anos, Dublin é considerada uma cidade jovem;
    • 'Tranquilo'

      Nas patrulhas rotineiras a polícia não porta armas e guarda as ruas apenas com uma caderneta para anotar as infrações.
    • 'Antigo'

      O pub Brazen Head é mais antigo que o Brasil. Foi fundado em 1198!
    • 'Lago Negro'

      Dublin significa “lago negro” em gaélico, antigo idioma local
    • 'Locais'

      Dubliners é a gíria usada para apelidar os locais

    Saiba tudo sobre intercâmbio em DUBLIN

    Descubra por que estudar em Dublin com a WEST 1

    FAQ

    • 1) Por que estudar em Dublin

      Principal polo de ensino na Irlanda, Dublin sedia duas grandes universidades: a Universidade de Dublin e a Trinity College, que datam do século XVI. A cidade dispõe de três institutos de tecnologia, dois de artes e design, sem contar a escola de negócios, entre outras disciplinas oferecidas pelas demais instituições de ensino superior. Há 20 institutos de nível terciário na cidade. Há ainda instituições privadas que beneficiam os alunos interessados em aprimorar o inglês.
    • 2) 8 Motivos para estudar em Dublin

      1. Estudante brasileiro pode trabalhar 20 horas por semana (e em tempo integral durante as férias);
      2. Sede de multinacionais nos segmentos de tecnologia e indústria farmacêutica
      3. Incentivo governamental para bolsas de estudos aos estrangeiros
      4. Festivais culturais preenchem a agenda cultural do estudante praticamente o ano todo;
      5. Repleta de parques e espaços verdes;
      6. Extensa malha cicloviária
      7. Clima ameno;
      8. Seus monumentos históricos são uma viagem à Era Medieval
    • 3) Sobre Dublin

      Com cerca de 550 mil habitantes, Dublin é dividida em distritos, que vão do número 1 ao 24. Cortada ao meio pelo Rio Liffey, os distritos ímpares estão localizados ao norte, enquanto aqueles identificados por números pares ficam ao sul. Como regra geral, quanto menor o número, mais próximo do centro você estará. A região do Temple Bar, em Dublin 2, é perfeita para mochileiros e viajantes baladeiros. Com muitos bares e restaurantes, sempre há o que fazer lá, a qualquer hora do dia. Localizado em área privilegiada - basta atravessar o Rio Liffey para chegar ao centro - e próximo a muitas opções de transporte público, o entorno do Temple Bar conta com vários hostels e acomodações econômicas. Hospedar-se na região também é uma ótima maneira de conhecer muitas atrações a pé - da Guinness Storehouse ao Castelo de Dublin. Cosmopolita sem deixar de preservar suas raízes, Dublin é uma cidade na qual passado e futuro se fundem em harmonia. Entre monumentos medievais, a capital pulsa a energia de sua população predominantemente jovem (a maioria tem entre 15 e 49 anos) avida por inovação e tecnologia. Em meio à modernidade da cidade que foi escolhida por multinacionais para ser sua sede na Europa, você vai conhecer o pub mais antigo do continente. Fundado em 1198, o Brazen Head é mais velho que o nosso Brasil, mas ainda é puro charme, e os irlandeses o mantém superconservado, com suas floreiras coloridas que convidam os turistas para uma visita. É impossível resistir!
    • 4) Acomodação em Dublin

      Uma dica importante quando se trata de escolher o local para morar é priorizar regiões próxima à sua escola ou que ofereça alternativas de transporte público para facilitar deslocamentos. Confira algumas sugestões West 1, de acordo com a duração da viagem: Curto prazo

      Hostels Backpackers (Albergues)

      Os hostels são boas opções para quem deseja economizar com acomodação. Os quartos em geral são coletivos, mas também há de casais e individuais. Preferidos dos viajantes jovens, os ambientes são bem descontraídos, de muita socialização e, com isso, muito procurados nas altas temporadas.

      Lodges

      São espécies de pousadas que oferecem quartos individuais, de casais e coletivos. O ambiente é menos agitado e mais privado do que os hostels, os preços são um pouco mais caros, mas ainda mais em conta do que os hotéis.

      Longo prazo

      Homestay (casa de família)

      A WEST 1 recomenda que, pelo menos nas primeiras semanas, o estudante se hospede em uma homestay, que são casas de famílias australianas ou de imigrantes que já estão há muitos anos no país. É lá que o estudante começa a ter contato com a cultura australiana, exercita o que aprende na escola, conhece a cidade e tira dúvidas. Para participar deste tipo de programa, as famílias são credenciadas pelo governo australiano, o que garante total segurança para o estudante.

      Share accommodation

      Após o período da homestay, o estudante já está mais familiarizado com a escola e a cidade. Sentindo-se mais independente, o passo seguinte é dividir um apartamento ou um quarto com outros estudantes, muitos deles de nacionalidades diferentes, o que é uma experiência muito bacana, além de ser ótimo para aprimorar o idioma. O aluguel, na maioria das vezes, é pago semanalmente, e antes de se mudar é preciso depositar o famoso “bond”, que nada mais é do que um adiantamento que varia de duas a quatro semanas do aluguel.
    • 5) Trabalho em Dublin

      A lei irlandesa garante que estudantes brasileiros matriculados em cursos de inglês, com no mínimo 25 semanas de aula e carga horária de 15 horas semanais, podem trabalhar legalmente até 20 horas por semana, durante o período que eles frequentarem a escola, e até 40 horas semanais durante as férias escolares. Em Dublin, as indústrias que mais empregam são a de alimentação e hotelaria, que incluem bares, restaurantes, cafés, pubs e hotéis. Também há oportunidades disponíveis como au pair e baby sitting. Com a chegada de multinacionais, sobretudo, no segmento tecnológico e farmacêutico há também oportunidades para profissionais qualificados nas mais diversas áreas.
    • 6) Atrações em Dublin

      A cidade natal da cerveja Guinness e seus mais de mil pubs e baladas sem hora pra acabar, também sedia grandes festivais tradicionais que variam o tema dependendo da época. Pode ser religioso, musical, de arte, moda, comidas, bebidas, feira de livros etc. O importante pra esse povo festeiro é reunir os amigos e celebrar. A festa mais popular da cidade é o Dia de São Patrício (em inglês Saint Patrick's Day), um dos padroeiros da Irlanda, que normalmente é comemorado em 17 de Março. De famílias a grupos de amigos, embalados por muita cerveja e  Irish Coffee, todos saem às ruas de Dublin fantasiados ou com os rostos pintados, em uma espécie de carnaval. "Bandas marciais", como são chamadas, agitam a cidade neste dia tão aclamado. Além de grandes bonecos infláveis, o espetáculo inclui teatro de rua, artistas circenses, e até mesmo exibição de filmes irlandeses, shows e brincadeiras diversas. Em maio, o Dublin City Soul Festival é considerado a virada cultural de Dublin, pois mobiliza vários pontos da capital irlandesa com música, teatro, dança e workshop. O mais legal é que você não paga nadinha para curtir as atrações e o evento ainda arrecada fundos para instituições de caridade infantil que oferecem educação musical às crianças e jovens. Antes exclusivo da Inglaterra, o Longitude acontece no Marlay Park e reúne artistas do mundo inteiro em um fim de semana pra você curtir boa música cercado por muita natureza.

    Mapa de DUBLIN