WEST 1

Intercâmbio

  • Nossos Destinos
  • Austrália
  • Canadá
  • Irlanda
  • Nova Zelândia
  • Sobre nós
  • Blog
  • Nossos Serviços
  • Sobre a WEST 1
  • Social Media links
  • West 1 TV
  • Escolas e Cursos
  • Agências
  • Fale Conosco
  • Intercâmbio em Vancouver Canadá

    VANCOUVER

    Snapshot

    Overview

    População

    631.486 (Censo 2016)

    Área

    114 km² (Censo 2016)

    Fuso Horário

    O Canadá tem seis diferentes zonas de fuso horário, pelo fato de ser um país enorme e que ocupa várias zonas do fuso. **Em relação ao Horário de Brasília: - 4h (quatro horas a menos em Vancouver). ** Fuso horário com o horário de verão em Vancouver: O Daylight Saving Time (horário de verão canadense) começa sempre na segunda semana do mês de Março. Durante esse período a diferença com o horário de Brasília é a menor de todo o ano, 4 horas de diferença, até o mês de Outubro. No primeiro domingo do mês de Novembro o horário volta ao normal e a diferença com o Brasil aumenta para 6 horas. Somente no período que ainda não terminou o horário de verão lá e já começou o nosso, que é no mês de Outubro, essa diferença é de 5 horas.

    Código Telefônico

    +1 + 604 +1 (código do Canadá) / 604 (código de Vancouver)

    Localização (Região)

    Cidade portuária costeira no oeste do Canadá, localizada na região de Lower Mainland na província canadense da Colúmbia Britânica.

    Data de fundação

    6 de Abril de 1886

    Índice de melhor cidade para se viver

    Colocação: 3ª (2017) Fonte: Economist Intelligence Unit

    Densidade demográfica

    5.492 hab./km²

    Temperatura média

    Mínima média anual: 4° (janeiro, o mês mais frio); Máxima média anual: 18° (julho, o mês mais quente).

    Climate

    Aquecido pelas correntes do Oceano Pacífico e protegido pelas montanhas, o clima de Vancouver é ameno o ano todo. No verão (julho a setembro) os termômetros rodeiam os 20ºC e entre zero e 5ºC no inverno (janeiro a março), que costuma ser úmido, mas raramente neva, exceto nas colinas de esqui locais.

    Lifestyle

    Com ciclovias margeando a cidade e áreas verdes espalhadas pela cidade, a litorânea Vancouver valoriza o bem-estar e a prática de exercício físico.

    History

    Vancouver tem uma história diversificada que inclui o assentamento original pelos índios costeiros, a exploração pelos europeus, o estabelecimento de Gastown, o Stanley Park, a imigração ativa e o atual boom de construções.

    O explorador britânico, Capitão James Cook, chegou pela primeira vez em 1778 e vários exploradores espanhóis até se aproximaram da região em 1791, mas nunca chegaram à costa. A verdadeira transformação da cidade começou em 1792, quando o capitão George Vancouver, da Grã-Bretanha, embarcou no HMS Discovery em Burrard Inlet e, em consulta com o espanhol Dionisio Alcala Galiano - que já mapeava algumas áreas - começou a mapear as águas da Costa Oeste.
    A partir de então, a área de Vancouver viu mais britânicos chegando, incluindo Simon Fraser - homônimo da Universidade Simon Fraser - que foi enviado para a área em 1808 para criar postos comerciais.

    Os colonos continuaram a se instalar por lá e prosperaram com o comércio de peixes, madeira, pele e agricultura. Em 1858, minas de ouro foram descobertas próximo ao rio Fraser e, em poucas semanas, quase 30.000 americanos migraram para exploração. Foi nessa época que os britânicos declararam o continente uma colônia, a fim de evitar uma tomada pelos americanos e manter o controle do ouro.

    À medida que a população cresceu, as pessoas mudaram-se para se estabelecer em regiões que hoje são tidas como subúrbios de Vancouver: Burnaby e Delta. O primeiro jornal foi fundado em 1861, e o primeiro hospital foi construído em 1862.

    Pouco depois, na década de 1870, a extração extensiva desmatou muito da área e a cidade de Vancouver foi fundada como um assentamento de serraria chamado Granville. A cidade foi incorporada em 1886 com uma população de pouco mais de mil pessoas, e foi renomeada depois de capitão Vancouver.

    Dois meses depois de Vancouver ter sido incorporada, um incêndio alastrou a cidade. Mas no mesmo dia, com apenas alguns edifícios restantes, seus moradores começaram a reconstruí-la. Após o incêndio, a reserva militar foi transferida para o Stanley Park e permaneceu como seu marco verdejante oficial.

    Com a abertura do Canal do Panamá, as viagens, as importações e as exportações europeias foram facilitadas e a cidade ficou marcada por esse comércio. Hoje, possui um terminal ativo, com cruzeiros para o Alasca e as Américas. Vancouver continuou a ter um crescimento saudável e, em 1928, havia uma população de 150.000 habitantes nesta cidade em crescimento.

    A década de 1950 viu um rápido crescimento e prosperidade, incluindo o desenvolvimento extensivo do subúrbio de Vancouver. Durante os anos 1960 a autoestrada 401, e a estância de esqui de classe mundial de Whistler / Blackcomb foram apenas alguns dos implementos da cidade que hoje é a terceira maior do Canadá, com uma excelente reputação internacional como um dos melhores lugares do mundo para se viver e visitar.

    Cost of Living

    Estimativa mensal para uma pessoa (sem aluguel): CAD 1.095,09

    Public Transport

    Vancouver conta com um sistema público de transporte bastante diversificado e eficiente composto por ônibus, skytrain (espécie de metrô), seabus (responsável por interligar a região metropolitana com a cidade de North Vancouver) e trem. Além dos trens e ônibus convencionais, há as versões expressas, com paradas limitadas para economizar seu tempo. Em qualquer que seja o meio público de transporte você poderá utilizar o Compass Card, um bilhete recarregável. Esteja sempre atento ao saldo do seu Compass Card, pois, alguns meios de transporte só aceitam essa forma de pagamento, a exemplo dos ônibus, nos quais os motoristas não lidam com dinheiro.

    Com um centro da cidade bastante compacto, medindo cerca de dois quilômetros, Vancouver faz um convite aos seus visitantes a percorrem alguns de seus pontos turísticos a pé. O Stanley Park é um exemplo, que fica a vinte minutos andando do centro. Ainda como uma referência à sua bandeira à qualidade de vida, as ciclovias que circundam a cidade são um convite ao exercício físico enquanto o estudante passeia pela cidade.

    Estude e trabalhe
    em VANCOUVER

    Vancouver é a maior cidade da Colúmbia Britânica e o oitavo maior município do Canadá; a área metropolitana da Grande Vancouver (que inclui cidades vizinhas, como Burnaby, Richmond e Surrey) é a terceira maior do país.

    Pelo menos metade de sua população fala outra língua que não o inglês, o que reforça o respeito e receptividade dos locais pela diversidade e seu fluxo imigratório. Cidade litorânea, com belíssimas paisagens e pontos turísticos imperdíveis, Vancouver reserva um dos climas mais amenos do Canadá e figura entre os primeiros lugares nos pódios de qualidade de vida e educação. A cidade também é referência mundial em limpeza e segurança.

    Você sabia?

    • 'Ryan Reynolds'

      Ryan Reynolds, astro de Deadpool e Dupla Explosiva, nasceu em Vancouver.
    • 'Raincouver'

      Por conta das chuvas constantes ao longo do ano, a cidade foi apelidada de Raincouver.
    • 'Vancouver Pride'

      A parada gay (Vancouver Pride) é uma das maiores da América do Norte atraindo mais de 700 mil participantes nos últimos anos.
    • 'Greenpeace'

      O Greenpeace foi fundado em Vancouver, em meados da década de 1970.

    Saiba tudo sobre intercâmbio em VANCOUVER

    Descubra porque estudar em Vancouver com a WEST 1

    FAQ

    • 1) Por que estudar em Vancouver

      Em Vancouver, pelo menos metade da população fala outra língua que não o inglês, o que reforça o respeito e receptividade dos locais pela diversidade e seu fluxo imigratório. Cidade litorânea que reserva um dos climas mais amenos do Canadá, Vancouver figura entre os primeiros lugares nos pódios de qualidade de vida, cidade limpa e segurança, e a educação não poderia ficar de fora neste hanking. A  University of British Columbia está entre as quarenta melhores do mundo e o MBA da Sauder School of Business, dessa mesma instituição de ensino, há 15 anos se mantém entre os 100 melhores. Com um campus principal em Burnaby Mountain e campi secundários em Vancouver e Surrey, a Simon Fraser University oferece mais de 100 cursos e está classificada entre as melhores universidades do Canadá e entre as 100 melhores com menos de 50 anos pelo Times Higher Education. Além disso, Vancouver é opção certeira para os interessados em trabalhar com cinema e televisão. A “Hollywood do Norte”, como é chamada, é o terceiro maior centro de produções cinematográficas da América do Norte. E, como o Canadá é um expoente em games e animação, algumas instituições em Vancouver se destacam aos que pretendem se desenvolver nessas áreas.
    • 2) 8 Motivos para estudar em Vancouver

      1. Vancouver tem um dos climas mais amenos do Canadá
      2. Eleita em 2017 como a terceira melhor cidade para se viver
      3. Cercada de áreas verdes e ciclovias que convidam à pratica de exercício físico
      4. Eleita uma das cidades mais limpas do mundo
      5. A University of British Columbia é uma das canadenses a oferecer bolsas de estudos para intercambistas
      6. Estudante matriculado em curso full time pode trabalhar 20 horas semanais e 40 durante as férias
      7. Cidade multicultural, bastante receptiva aos estudantes estrangeiros
      8. Vancouver propicia o ensino do inglês com acento bastante limpo, de fácil compreensão
    • 3) Sobre Vancouver

      Em 2017, a revista inglesa The Economist publicou um estudo que elegeu os melhores lugares do mundo para morar em 2017. Depois avaliar 140 cidades, considerando aspectos como educação, infraestrutura, estabilidade, meio ambiente e cultura, Vancouver foi hanqueada em terceiro lugar. Conhecida por seus programas inovadores na área da sustentabilidade ambiental, a cidade já foi reconhecida como umas das mais limpas do mundo. Litorânea e com um clima ameno na maior parte do ano, Vancouver é cercada por ciclovias e áreas verdes que estimulam a pratica de exercício e o lazer ao ar livre. Por ser um dos destinos comuns entre intercambistas ao redor do mundo, seus moradores estão acostumados com a diversidade étnica e são bastante receptivos aos estudantes. A multiculturalidade fica evidente também entre os excelentes restaurantes chineses, japoneses, indianos, gregos, italianos e franceses. O destaque local são os frutos do mar e os pescados, por conta da influencia do Oceano Pacífico, que banha a cidade. A vida em Vancouver também tem seu apelo histórico. Passeando por Gastown, distrito onde a cidade nasceu, você irá conhecer as galerias de arte, antiquáriose e outros comércios locais. Mas o cartão postal da região é mesmo o Steam Clock (relógio a vapor), que a cada quinze minutos expele fumaça e nas horas cheias toca música.
    • 4) Acomodação em Vancouver

      Os custos de acomodação variam de acordo com o estado, a cidade e o tipo escolhido. Mas, independentemente do seu destino, na hora de pesquisar um lugar para morar tenha sempre em mente a distância em relação a sua escola e a acessibilidade via transporte público. Dito isso, vamos aos tipos:

      Curto prazo

      Hostels Backpackers (Albergues)

      Os hostels são boas opções para quem deseja economizar com acomodação. Os quartos em geral são coletivos, mas também há de casais e individuais. Preferidos dos viajantes jovens, os ambientes são bem descontraídos, de muita socialização e, com isso, muito procurados nas altas temporadas.

      Lodges

      São espécies de pousadas que oferecem quartos individuais, de casais e coletivos. O ambiente é menos agitado e mais privado do que os hostels, os preços são um pouco mais caros, mas ainda mais em conta do que os hotéis.

      Longo prazo

      Homestay (casa de família)

      A WEST 1 recomenda que, pelo menos nas primeiras semanas, o estudante se hospede em uma homestay, que são casas de famílias australianas ou de imigrantes que já estão há muitos anos no país. É lá que o estudante começa a ter contato com a cultura australiana, exercita o que aprende na escola, conhece a cidade e tira dúvidas. Para participar deste tipo de programa, as famílias são credenciadas pelo governo australiano, o que garante total segurança para o estudante.

      Share accommodation

      Após o período da homestay, o estudante já está mais familiarizado com a escola e a cidade. Sentindo-se mais independente, o passo seguinte é dividir um apartamento ou um quarto com outros estudantes, muitos deles de nacionalidades diferentes, o que é uma experiência muito bacana, além de ser ótimo para aprimorar o idioma. O aluguel, na maioria das vezes, é pago semanalmente, e antes de se mudar é preciso depositar o famoso “bond”, que nada mais é do que um adiantamento que varia de duas a quatro semanas do aluguel.
    • 5) Trabalho em Vancouver

      Para que o intercambista concilie estudo e trabalho no Canadá, é preciso estar matriculado em um curso cuja carga horária seja full time, com, no mínimo, seis meses de duração. Além das inúmeras opções em Ensino Superior, você poderá optar cursos vocacionais, tais como Hospitality Management, Business Management etc. Cursos de idiomas não concedem direito a trabalho. Os cursos vocacionais (ou career colleges) são mais acessíveis e exigem um nível mais baixo de compreensão do inglês, se compararmos com o ensino universitário. Ainda assim, em muitos dos casos, essa categoria permite que o aluno trabalhe durante 20 horas por semana durante os estudos. No entanto, é preciso ainda que o curso escolhido possua o componente Co-op. Não se trata de um tipo de curso e sim de um componente do programa escolhido, no qual o aluno é obrigado a estagiar após a conclusão do curso (seja ele universitário ou vocacional). Uma maneira de praticar a teoria exposta em sala de aula. Uma vez cumpridos esses requisitos da imigração canadense, você poderá solicitar o work permit, documento de autorização de trabalho que possibilita trabalhar 20 horas semanais durante o período das aulas e 40 horas semanais durante as férias. Importante: para trabalhar no Canadá você também vai precisar efetuar cadastros gratuitos no Individual Tax Number (ITN) e Social Insurance Number (SIN). Trata-se de documentos requeridos pela legislação local para fins de recolhimento de impostos e identificação da força laboral por agências governamentais. A WEST 1 orienta sobre como obtê-los. Dentre as indústrias que mais empregam no Canadá estão a de alimentação e hotelaria, que incluem diversas posições em atendimento ao consumidor em bares, restaurantes, cafés, pubs e hotéis. Conforme o estudante vai aprimorando o inglês, as oportunidades surgem também no comércio de lojas de varejo, como vendedores ou como au pair e baby sitting. Com a chegada de multinacionais, sobretudo, no segmento tecnológico, há também oportunidades para profissionais qualificados nas mais diversas áreas.
    • 6) Atrações em Vancouver

      Os viajantes mais aventureiros vão adorar percorrer os mais de 130 metros da Ponte Suspensa de Capelano, que liga um desfiladeiro e o rio homônimo. Se a adrenalina da ponte não for o bastante, você pode partir rumo a cliffwalk, uma trilha suspensa e bastante estreita em meio à floresta tropical a 70 metros do chão. O FlyOver Canada é outro passeio de tirar o fôlego! Trata-se de um simulador que fará você voar em uma enorme tela com a mais recente tecnologia de projeção e pilotagem, criando uma verdadeira experiência de voo completa com vento, aromas e névoa! Montain bike, snowboard e eski também estão entre as opções radicais oferecidas pela cidade. Se você preferir um passeio mais light, experimente o aquário de Vancouver e vislumbre cerca de 50 mil espécies, entre lontras marinhas, golfinhos, pinguins e leões-marinhos. Ah! É possível agendar um encontro especial com eles e vê-los de pertinho! O Mundo da Ciência traz exposições e demonstrações científicas inspiradoras e o Centro Espacial HR Mac Millam é um verdadeiro convite a contemplar as belezas do universo na principal atração espacial canadense. Vancouver guarda ainda opções de passeio leve em meio à natureza do Jardim Botânico VanDusen ou do Jardim Chinês clássico. Por lá você pode ainda pode visitar a galeria de arte ou curtir a vista no mirante de Vancouver, a 130 metros do chão.

    Mapa de VANCOUVER